Dicas para economizar na reforma

colourpalette

Quando se fala em reformar a casa, a primeira palavra que vem à cabeça é “despesa”. Por esse motivo, muitas vezes o sonho é adiado. Mas essa missão não precisa comprometer o seu orçamento, e os resultados podem ser surpreendentes se você se planejar! A seguir, confira as dicas da arquiteta Isabela Ramos, da Sustentech.
Pense primeiro no que é mais urgente: “Caso a verba esteja apertada, estabeleça prioridades e comece pelo que for fundamental”, propõe Isabela. Se forem pequenos reparos, a arquiteta lembra que você pode economizar reciclando e transformando coisas que já possui.

Casa ou apartamento?

A grande diferença entre reforma em casa e em apartamento é a existência de área externa, que pode exigir um investimento maior. Casas têm telhado, fachada, jardim etc. Já em um apartamento, a obra fica limitada aos cômodos, já que as reformas do lado de fora são  divididas entre os condôminos.

Myx Imóveis, dicas de reforma

Primeiros passos

Independentemente do tamanho da mudança que você deseja fazer, é sempre importante contar com um especialista do setor. Se a reforma abrange a parte elétrica, hidráulica ou estrutural, a contratação de um arquiteto e de um engenheiro é fundamental. Comece pelo primeiro, que irá auxiliar a selecionar os demais profissionais, como pintores, pedreiros e eletricistas. Ele também vai ajudar a determinar a necessidade ou não de um engenheiro. “Fique atento, pois modificações feitas de forma incorreta podem comprometer a estrutura do imóvel”, alerta Isabela.
Outra função do arquiteto – responsável técnico – é verificar as normas e as exigências específicas para a sua obra, bem como as aprovações indicadas para a correta execução dela. “Para grandes reformas em casas, por exemplo, alguma modificação na fachada, na área construída ou na cobertura, a liberação da prefeitura pode ser necessária”, comenta a especialista.
No caso de alterações significativas em apartamentos, verifique as normas específicas do condomínio. A arquiteta também recomenda: “É sempre bom comunicar a reforma ao síndico para evitar futuros problemas. Modificações de paredes precisam da avaliação de um profissional. Transformações indevidas podem prejudicar a estrutura do prédio e, principalmente, dos apartamentos vizinhos”.
O próximo passo é planejar. Faça uma planilha e ordene por prioridade tudo o que você pretende reformar. Em seguida, faça um levantamento dos custos e obtenha pelo menos três orçamentos diferentes. No começo do ano, a maioria das lojas faz liquidações, o que possibilita conseguir ótimos preços para sua reforma. “Se for possível, economize no fim do ano para aproveitar as ofertas”, comenta Isabela. Ela também lembra que é necessário se precaver: “Tenha sempre uma reserva para consertos de emergência, como uma infiltração que surgiu ou um piso que quebrou”.
A família não precisa desistir se o plano for realizar pequenas tarefas, como troca de piso, mobiliário e pinturas, nem quando a parte estrutural é envolvida. O ideal é sair de casa por um tempo. Mas se as pessoas não puderem ser remanejadas, a solução recomendada por Isabela é a reforma em etapas: “Priorizando horários em que a família não está, bem como um ambiente de cada vez, não haverá tanto impacto na rotina”.

Materiais de construção: como escolher os melhores

A oferta de tintas é bem variada, com opções de cores, texturas e finalidades. Para acertar na escolha, fique atento a algumas informações. “Muitos solventes possuem o Composto Orgânico Volátil (COV), que pode ser tóxico dependendo da concentração do componente. Esse elemento é o principal responsável pelo cheiro incômodo presente em algumas tintas”, explica a arquiteta. Por isso, priorize os produtos à base de água, que possuem baixo conteúdo de solvente com COV ou até mesmo que não apresentam a substância. A partir dessa primeira seleção, as tintas que possuem secagem rápida são uma boa alternativa, pois contribuirão para economizar tempo.
A dica de Isabela para eleger a melhor tinta vale inclusive para outros itens: “O mesmo critério deve ser utilizado para materiais como adesivos e colas de piso, que podem também apresentar COVs em sua composição”. Na compra de madeiras, verifique se o fornecedor possui a FSC (Forest Stewardship Council). Essa certificação florestal busca garantir o uso adequado dos recursos naturais e evitar a exploração predatória das florestas.
“Os metais sanitários (torneiras, válvulas etc.) economizadores, além de diminuírem o consumo de um recurso natural, irão ajudar a reduzir os custos de água”, sugere Isabela. Em relação à iluminação, opte por lâmpadas fluorescentes ou LEDs de baixo consumo para pagar menos na sua conta de energia elétrica.
Se possível, considere fatores como a sustentabilidade e a preservação ambiental, utilizando produtos com conteúdo reciclado – carpetes, mobiliários, revestimentos etc.
A melhor época do ano para reformar varia conforme alguns aspectos:

  • Em áreas externas, faça em períodos menos chuvosos, com clima mais estável.
  • No fim do ano, entre novembro e dezembro, é comum haver uma alta nos preços, e os fornecedores não costumam fazer promoções, Em janeiro, além das promoções de materiais e produtos, é possível conseguir melhores preços em mão de obra. Afinal, há uma busca significativa por trabalhos para compensar os gastos do fim ano.

Agora, você já sabe por onde começar. Com essas dicas, sua reforma tão sonhada está mais perto de ser concretizada. Então, ideias na cabeça e mãos à obra!

 

Fonte: Portal Vital

 

Se você procura apartamentos em Santos. Procure na Myx.

Apartamentos em Santos. Apartamentos para alugar ou vender. Myx Imóveis

Leia Também

Anúncios

Um comentário sobre “Dicas para economizar na reforma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s