Como declarar a venda e a compra de um imóvel no IR?

Declaração-de-imposto-de-renda

Na ficha “Declaração de Bens e Direitos” de sua Declaração de Ajuste Anual relativa ao ano-calendário 2012 você precisará inserir as informações sobre este imóvel. Para tanto, precisará alterar as informações que constavam para este bem até o ano-calendário 2011.

No campo “Discriminação” da Declaração de Bens e Direitos, além dos dados relativos ao imóvel, que já constavam de sua Declaração, será necessário informar o nome e o CPF ou CNPJ do comprador, a data e o valor da alienação.

No campo “Situação em 31/12/2011”, mantenha o valor constante da Declaração do ano-calendário 2011. No campo “Situação em 31/12/2012” deverá ser informado 0 (zero).

O apartamento adquirido no primeiro semestre de 2013 somente deverá constar na sua próxima Declaração de Ajuste Anual, relativa ao ano-calendário 2013. 

A venda e a compra do imóvel descrita por você implicou ganho de capital.

Se o apartamento que você adquiriu há quatro anos era o seu único imóvel, esta operação é isenta do imposto de renda, haja vista que a legislação prevê isenção do imposto aos ganhos de capital auferidos na venda do único imóvel que o titular possua, cujo valor de alienação seja de até 440 mil reais, desde que não tenha sido realizada outra venda nos últimos cinco anos.

Neste caso, o valor do ganho auferido, de 65 mil reais (125 mil reais menos 60 mil reais), deverá ser informado na Linha 04 – Lucro na alienação de bens e/ou direitos de pequeno valor ou do único imóvel; lucro na venda de imóvel residencial para aquisição de outro imóvel residencial; redução do ganho de capital, da Ficha “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”, da Declaração de Ajuste Anual.

Mas, se o apartamento vendido no segundo semestre de 2012 não era o seu único imóvel, deverá ser preenchido o Demonstrativo de Apuração do Ganho de Capital 2012, disponível para download no site da Receita Federal do Brasil. E, posteriormente, os dados nele constantes deverão ser exportados para a Declaração de Ajuste Anual de 2012.

 

Fonte: Exame

 

Apartamentos em Santos. Apartamentos para alugar ou vender. Myx Imóveis

 

Leia Também

Mude o visual da sua parede com a pintura ou textura decorativa

Que tal dar um efeito diferente para a sua parede neste verão? Com a pintura ou a textura decorativa, você pode transformar a decoração da sua casa e sem gastar muito. O trabalho não é complicado, mas, de acordo com a diretora de marketing da Castor, Cristina Czarlinski, exige bom jogo de cintura e criatividade.

– Como são diversos os efeitos que podem ser obtidos tanto na pintura, como na textura, a complexidade do trabalho depende muito do tipo de efeito que se pretende alcançar. Mas, de forma geral, a textura decorativa envolve a preparação da parede para aplicação de uma massa específica e, portanto, pode se tornar um trabalho mais complexo, principalmente para os usuários leigos. As pinturas decorativas podem ser feitas diretamente em superfícies que já estejam pintadas, sem manchas, rachaduras ou sujeira.

jeansrolopaint

Antes de iniciar o trabalho, é preciso preparar a superfície escolhida. A começar pela limpeza de partículas de gordura, poeira, além de mofo, graxa e sabão. Se a parede for nova, é preciso esperar que o cimento seque por no mínimo 30 dias. Depois disso, recomenda-se lixar a superfície para remover qualquer resíduo.

Feita a limpeza, é hora de escolher a técnica a ser utilizada, tomar nota dos materiais que irá precisar e clicar na fotogaleria para ver o passo a passo. Cristina sugere alguns efeitos para dar à sua parede.

Textura decorativa – No trabalho de texturização, é preciso usar uma massa no revestimento de paredes que pode ser lisa ou fabricada com grânulos de cristais de quartzo. Durante a sua aplicação, o usuário consegue obter diversos tipos de efeito, que variam em função da ferramenta utilizada.

Para uso com massa para textura destacamos:
– As espátulas lisas e dentadas com as quais é possível se fazer efeitos ranhurados e desenhos decorativos, tais como bambu estilizado, casca de árvore, fibra, juta, quadriculados, entre outros.

– A desempenadeira com abas facilita a realização dos efeitos espatulados.

– Os rolos de espuma texturizada são excelentes para se obter o efeito chapiscado.

– As desempenadeiras plásticas brancas com base rugosa facilitam a remoção das pedrinhas em texturas para realização do efeito grafiato.

Pintura decorativa – Para a pintura decorativa não é necessário nenhum tipo de massa especial. Os efeitos são conseguidos através da aplicação de tintas, glaze ou gel com ferramentas especiais.

Para uso em pinturas decorativas:
– Espuma redonda texturizada com a qual você faz efeitos esponjados, pontilhados, tramas e pátinas.

– Desempenadeira revestida de borracha é ideal para fazer espatulados com estas tintas especiais. Lembrando ainda que esta ferramenta é utilizada para fazer o efeito envelhecido em texturas decorativas prontas feitas com massa.

– Rolete de aço para efeitos jeans.

 

Fonte: ZAP

Apartamentos em Santos. Apartamentos para alugar ou vender. Myx Imóveis

 

Leia Também

Casa saudável: nove transformações em casa que protegem seu organismo

Panelas, tecidos, lâmpadas e outros objetos podem virar ameaças dentro do lar

limpezaja

Nada melhor que o conforto e a segurança do nosso lar. No entanto, mal imaginamos que dentro da própria casa existem micro-organismos prontos para atacar nossa imunidade, como os ácaros e bactérias. A sorte é que simples hábitos já podem mandar essas ameaças para longe. Confira nove pequenos cuidados que você deve ter com a sua casa, explicados pela infectologista Raquel Muarrek, do Hospital Leforte, de São Paulo.

Limpeza já! 
Não é só uma questão de deixar a casa bonita, mas de prevenir que ela fique contaminada e com muitos micro-organismos maléficos à saúde, poeira e ácaros que são os principais causadores de doenças respiratórias, como asma e rinite. “Para tanto, é necessário que seja realizada com bons produtos e de maneira correta”, lembra a infectologista Raquel. Atente-se para produtos que realmente limpam e para a troca de materiais de limpeza quando começarem a se deteriorar.

 

Plantas dentro de casa?
Elas fazem bem à saúde por meio da fotossíntese, liberando oxigênio e aumentando a umidade relativa do ar. Contudo, Raquel diz ser importante estar atento a alguns cuidados. “Pessoas com alergias ou que apresentam doenças que possam afetar a imunidade do organismo não devem manter plantas dentro do ambiente doméstico”, alerta a infectologista.

Além disso, as folhas devem ser limpas com pano limpo e água para evitar acúmulo de poeira, e os vasos jamais devem ter acúmulo de água para evitar a reprodução do mosquito da dengue.

Manutenção do ar condicionado
Para que funcionem corretamente, esses aparelhos necessitam de manutenção periódica, e não somente quando quebram. “O ar condicionado pode liberar agentes biológicos que provocam desde reações alérgicas até doenças respiratórias”, conta Raquel. Por isso, verifique as orientações dadas pelo fabricante e procure serviços autorizados para a manutenção.

Cuidado com as panelas
“Os tipos mais indicados são as de vidro e pedra sabão, pois são fáceis de higienizar, conservam melhor os alimentos e não liberam substâncias tóxicas”, aconselha Raquel. Panelas de Teflon podem ser nocivas à saúde quando começam a se deteriorar, eliminando crostas. É preciso trocá-las para evitar contaminação. As de alumínio devem ser evitadas, já que estudos relacionaram esse metal a doenças neurodegenerativas, como Alzheimer.

As panelas de ferro, por sua vez, podem ser positivas para prevenção da anemia ferropriva (deficiência de ferro). As de inox também liberam essa substância nos alimentos, assim como o cromo, ambos nutrientes importantes. No entanto, esse tipo ainda libera níquel e deve ser evitado por pessoas sensíveis a esse componente. Por fim, panelas de barro não liberam substâncias tóxicas, mas precisam de cuidado dobrado com a limpeza.

Janelas sempre abertas
Em ambientes fechados, o ar fica contaminado por diversos fatores: liberamos dióxido de carbono pela respiração e substâncias químicas pela transpiração; transportamos bactérias e outros microorganismos externos para dentro da casa; objetos – carpete, móveis, roupas e tapetes – liberam fibras, formaldeído e outras substâncias; fogão a gás libera gases como monóxido de carbono; entre outros. Tudo isso afeta a nossa imunidade. Por isso, deixe o ar circular! “A janela aberta propicia um ambiente de troca natural e renovação do ar no ambiente”, explica Raquel.

Tecidos de roupas de cama e vestimentas
Os melhores aliados da saúde são os constituídos em grande parte de algodão, principalmente roupas de cama. Raquel explica que tecidos feito de nylon e fibras sintéticas contêm benzeno, substância nociva obtida pelo petróleo. “O benzeno penetra no organismo através da inalação de ar contaminado, da ingestão de produtos contaminados – alimentos, água e poeiras – e da absorção da pele”, explica a especialista. Os riscos à saúde por usar tecidos com essa substância são baixos, mas não custa se prevenir.

Luzes fluorescentes compactas (LFC). Elas economizam energia e duram mais que as lâmpadas comum, mas tenha cuidado ao manuseá-la. “Ao serem rompidas, liberam vapor de mercúrio que faz mal à saúde se aspirado”, esclarece Raquel. A exposição em excesso a esse vapor pode causar pneumonia, dores no peito, tosse, gengivite e outros problemas.

Procure deixar o carro ao ar livre, mesmo desligado
Já sabemos que o veículo ligado libera monóxido de carbono, óxidos de enxofre e outras substâncias tóxicas, além de fuligem e poeira. “No entanto, mesmo com o motor desligado, ocorre a evaporação de combustível pelo respiro do tanque e pelo sistema de carburação do motor”, afirma Raquel. Essas substâncias podem contaminar sua garagem e sua casa.

De olho nos produtos químicos
Produtos de limpeza são necessários, mas precisam de atenção por conter muitos agentes químicos. “Os efeitos tóxicos provocados podem ocorrer em função da exposição direta de pele e mucosas, ingestão ou inalação de gases”, conta Raquel, que dá os seguintes conselhos: adquira produtos que contenham no rótulo informações – fáceis de entender – sobre composição, modo de usar e fabricação. Respeite sempre essas indicações e jamais reaproveite as embalagens para armazenar outros produtos. Também prefira usar luvas para proteger a pele.

 

Fonte: minhavida.com.br

 

Está procurando o imóvel certo? Procure no lugar certo! 
Myx Imóveis – Imóveis em Santos, para alugar ou vender

Apartamentos em Santos. Apartamentos para alugar ou vender. Myx Imóveis

 

 

Leia Também

Declarar IR ficou mais fácil em 2013; veja o que mudou

Novas funcionalidades tornam a declaração mais simples ao importar dados da declaração passada e ao detalhar melhor algumas informações

Mulher usando computador
O programa gerador do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF), que estará disponível para download no site da Receita a partir de segunda-feira, terá novas funcionalidades este ano. Bom para o contribuinte, que terá acesso a um programa mais intuitivo e bom também para a Receita Federal, que receberá informações de forma mais detalhada.
Segundo Edino Garcia, coordenador editorial de Imposto de Renda da IOB Folhamatic, empresa do grupo Sage, as mudanças no programa são uma preparação para a declaração do IR de 2014, que já deve vir pré-preenchida pela Receita. “A Receita queria já disponibilizar o programa pré-preenchido este ano, mas não deu tempo, por isso essas mudanças são uma preparação para o ano que vem”.
Veja a seguir o que muda na declaração do imposto de renda de 2013, segundo a IOB Folhamatic Sage.
Ficha de pagamentos efetuados importará dados da declaração passada
A partir deste ano, os contribuintes não precisarão mais preencher novamente o nome e o CNPJ ou CPF da empresa ou pessoa física para a qual efetuaram pagamentos em 2012. Essas informações serão importadas da última declaração e o contribuinte precisará apenas atualizar os valores dos pagamentos. “Antes era preciso preencher todo ano o nome da escola, por exemplo, e como todo ano é a mesma escola, a importação dos dados facilita o preenchimento da declaração”, comenta Garcia.
O contribuinte deverá, portanto, selecionar quais das empresas ou pessoas físicas cujas informações foram importadas da declaração passada permanecerão na declaração deste ano e deve ignorar aquelas que tiveram as informaçoes importadas, mas que não devem aparecer na ficha de pagamentos realizados em 2012.
Informações sobre a fonte pagadora também serão importadas
Assim como os pagamentos efetuados, também as informações sobre a fonte pagadora serão importadas da última declaração para que o contribuinte não perca tempo com informações que permanecem iguais. Mais uma vez, apenas os valores devem ser alterados, já que eles mudam a cada ano.
Ficha de doações e pagamentos efetuados foi separada
A partir deste ano, o programa terá duas fichas diferentes, uma para os pagamentos efetuados e outra para as doações. “Com uma única ficha, muitas pessoas misturavam os códigos de pagamentos e doações. Agora, se o contribuinte não fez nenhuma doação, ele nem precisa abrir a ficha de doações”, afirma Edino Garcia.