Casa saudável: nove transformações em casa que protegem seu organismo

Panelas, tecidos, lâmpadas e outros objetos podem virar ameaças dentro do lar

limpezaja

Nada melhor que o conforto e a segurança do nosso lar. No entanto, mal imaginamos que dentro da própria casa existem micro-organismos prontos para atacar nossa imunidade, como os ácaros e bactérias. A sorte é que simples hábitos já podem mandar essas ameaças para longe. Confira nove pequenos cuidados que você deve ter com a sua casa, explicados pela infectologista Raquel Muarrek, do Hospital Leforte, de São Paulo.

Limpeza já! 
Não é só uma questão de deixar a casa bonita, mas de prevenir que ela fique contaminada e com muitos micro-organismos maléficos à saúde, poeira e ácaros que são os principais causadores de doenças respiratórias, como asma e rinite. “Para tanto, é necessário que seja realizada com bons produtos e de maneira correta”, lembra a infectologista Raquel. Atente-se para produtos que realmente limpam e para a troca de materiais de limpeza quando começarem a se deteriorar.

 

Plantas dentro de casa?
Elas fazem bem à saúde por meio da fotossíntese, liberando oxigênio e aumentando a umidade relativa do ar. Contudo, Raquel diz ser importante estar atento a alguns cuidados. “Pessoas com alergias ou que apresentam doenças que possam afetar a imunidade do organismo não devem manter plantas dentro do ambiente doméstico”, alerta a infectologista.

Além disso, as folhas devem ser limpas com pano limpo e água para evitar acúmulo de poeira, e os vasos jamais devem ter acúmulo de água para evitar a reprodução do mosquito da dengue.

Manutenção do ar condicionado
Para que funcionem corretamente, esses aparelhos necessitam de manutenção periódica, e não somente quando quebram. “O ar condicionado pode liberar agentes biológicos que provocam desde reações alérgicas até doenças respiratórias”, conta Raquel. Por isso, verifique as orientações dadas pelo fabricante e procure serviços autorizados para a manutenção.

Cuidado com as panelas
“Os tipos mais indicados são as de vidro e pedra sabão, pois são fáceis de higienizar, conservam melhor os alimentos e não liberam substâncias tóxicas”, aconselha Raquel. Panelas de Teflon podem ser nocivas à saúde quando começam a se deteriorar, eliminando crostas. É preciso trocá-las para evitar contaminação. As de alumínio devem ser evitadas, já que estudos relacionaram esse metal a doenças neurodegenerativas, como Alzheimer.

As panelas de ferro, por sua vez, podem ser positivas para prevenção da anemia ferropriva (deficiência de ferro). As de inox também liberam essa substância nos alimentos, assim como o cromo, ambos nutrientes importantes. No entanto, esse tipo ainda libera níquel e deve ser evitado por pessoas sensíveis a esse componente. Por fim, panelas de barro não liberam substâncias tóxicas, mas precisam de cuidado dobrado com a limpeza.

Janelas sempre abertas
Em ambientes fechados, o ar fica contaminado por diversos fatores: liberamos dióxido de carbono pela respiração e substâncias químicas pela transpiração; transportamos bactérias e outros microorganismos externos para dentro da casa; objetos – carpete, móveis, roupas e tapetes – liberam fibras, formaldeído e outras substâncias; fogão a gás libera gases como monóxido de carbono; entre outros. Tudo isso afeta a nossa imunidade. Por isso, deixe o ar circular! “A janela aberta propicia um ambiente de troca natural e renovação do ar no ambiente”, explica Raquel.

Tecidos de roupas de cama e vestimentas
Os melhores aliados da saúde são os constituídos em grande parte de algodão, principalmente roupas de cama. Raquel explica que tecidos feito de nylon e fibras sintéticas contêm benzeno, substância nociva obtida pelo petróleo. “O benzeno penetra no organismo através da inalação de ar contaminado, da ingestão de produtos contaminados – alimentos, água e poeiras – e da absorção da pele”, explica a especialista. Os riscos à saúde por usar tecidos com essa substância são baixos, mas não custa se prevenir.

Luzes fluorescentes compactas (LFC). Elas economizam energia e duram mais que as lâmpadas comum, mas tenha cuidado ao manuseá-la. “Ao serem rompidas, liberam vapor de mercúrio que faz mal à saúde se aspirado”, esclarece Raquel. A exposição em excesso a esse vapor pode causar pneumonia, dores no peito, tosse, gengivite e outros problemas.

Procure deixar o carro ao ar livre, mesmo desligado
Já sabemos que o veículo ligado libera monóxido de carbono, óxidos de enxofre e outras substâncias tóxicas, além de fuligem e poeira. “No entanto, mesmo com o motor desligado, ocorre a evaporação de combustível pelo respiro do tanque e pelo sistema de carburação do motor”, afirma Raquel. Essas substâncias podem contaminar sua garagem e sua casa.

De olho nos produtos químicos
Produtos de limpeza são necessários, mas precisam de atenção por conter muitos agentes químicos. “Os efeitos tóxicos provocados podem ocorrer em função da exposição direta de pele e mucosas, ingestão ou inalação de gases”, conta Raquel, que dá os seguintes conselhos: adquira produtos que contenham no rótulo informações – fáceis de entender – sobre composição, modo de usar e fabricação. Respeite sempre essas indicações e jamais reaproveite as embalagens para armazenar outros produtos. Também prefira usar luvas para proteger a pele.

 

Fonte: minhavida.com.br

 

Está procurando o imóvel certo? Procure no lugar certo! 
Myx Imóveis – Imóveis em Santos, para alugar ou vender

Apartamentos em Santos. Apartamentos para alugar ou vender. Myx Imóveis

 

 

Leia Também

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s