Como recuperar a aparência do piso de madeira

Pisos de madeira como tacos e assoalhos podem durar até cem anos depois de instalados em um ambiente e, por serem feitos de madeira maciça, é possível fazer reparos periódicos para recuperar sua aparência  desgastada pela movimentação dos móveis, envelhecimento, aplicação de ceras e uso de produtos de limpeza inadequados.

O serviço  de reparação de pisos de madeira maciça custa hoje entre R$ 30 e R$ 60 por metro quadrado dependendo do tipo de acabamento escolhido, segundo Manuel Marques, especialista em restauro de tacos e assoalhos. Os pisos laminados e carpetes de madeira não entram nesta categoria e dificilmente podem ser recuperados quando sofrem riscos. A diferença é que, ao contrário de tacos e assoalhos, os laminados não tem uma camada espessa, geralmente de 2 cm, de madeira maciça que pode ser lixada.

Piso de madeira

O primeiro passo para restaurar o piso de madeira maciça é verificar se a fixação está firme e fixar novamente tacos e réguas que estejam soltos. Até a década de 50, os tacos e assoalhos eram assentados sobre uma massa de piche e pedridos e não tinham encaixes do tipo macho-fêmea. Por isso, a existência de peças soltas não significa que a vida útil do piso acabou ou que ele esteja comprometido, explica Vinícius Zanutto, especialista em madeira de demolição.

Com o tempo, as peças também podem sofrer rachaduras, quebrar e abrir buracos onde foram colocados pregos. Esse tipo de desgaste pode ser recuperado com a aplicação de um produto conhecido como massa de madeira. “É uma massa acrílica a base de água composta com várias tonalidades de madeira que podem ser misturadas para chegar à cor desejada. Essa massa vai formar uma camada e tampar os buracos ou a cabeça de pregos e parafusos”, afirma Rafael Ferreira, da Montana, empresa especializada em produtos para madeira. Na próxima página, veja como deve ser feito o lixamento do piso de madeira.

Piso de madeira restaurando

A espessura da madeira maciça da qual são feitos tacos e assoalhos é o que permite que eles sejam restaurados. O processo mais comum para eliminar a superfície desgastada, ceras e vernizes é lixar o piso com uma máquina especial para esta finalidade, que vai usar diferentes granulações de lixas para até atingir a madeira crua. Segundo os especialistas, um piso de madeira maciça pode ser lixado até quatro vezes ao longo de sua vida útil.

Manuel Marques explica que em pequenos reparos locais, para remover um risco pontual, por exemplo, é possível usar lixas de mão sem causar diferença de altura entre os tacos ou réguas. Na hora de fazer isso em casa sem ajuda profissional, é preciso sempre lixar o piso no sentido dos veios da madeira.

Também é possível recorrer a um processo químico para remover os restos de vernizes, ceras ou a camada acinzentada da superfície da madeira. Segundo Rafael Ferreira,   a aplicação é simples e pode ser feita pelo próprio consumidor. Basta espalhar o produto químico sobre o piso de madeira seguindo as instruções do fabricante e remover depois com a ajuda de vassoura e mangueira. A seguir, saiba quais são as opções de acabamento para restaurar o piso de madeira.

Acabamento de pisos de madeira

Depois de lixado e limpo, o piso de madeira pode receber vários tipos de acabamento, inclusive para mudar sua tonalidade ou cor. O verniz é o produto mais tradicional e pode ser usado em áreas internas e em decks. Manoel Marques explica que os vernizes são a base de formol e costumam demorar até um mês para secar totalmente, mas depois de três dias da aplicação já é possível andar no ambiente.   A principal diferença entre o verniz e a resina é que as resinas são a base de água e por isso têm secagem mais rápida.

Ao ser aplicado, o verniz deixa o piso com brilho e constrói uma película. Outra característica é que ele precisa de manutenção periódica para que essa película não comece a apresentar trincas e rachaduras.

Para os decks de madeira, existe outro tipo de acabamento, conhecido como stain. Rafael Ferreira explica que este produto não forma uma camada como o verniz, mas penetra entre as fibras da madeira e por isso garante uma aparência mais natural ao piso, além de poder conter substâncias fungicidas. O stain não deixa o piso com brilho.

Todas essas opções de acabamento podem ser encontradas em tonalidades diferentes de madeira ou até em cores como branco e preto. “Hoje você tem uma gama de produtos para serem aplicados, processos de clareamento e envelhecimento da madeira e pátina, por exemplo”, menciona Manoel Marques.

Fonte: BBel

Apartamentos em Santos. Apartamentos para alugar ou vender. Myx Imóveis

Leia Também

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s