Preço dos imóveis no Brasil tem queda real de 7,44% em 2015

Queda de preços de imóveis

São Paulo – O preço médio do metro quadrado dos imóveis anunciados para venda no Brasil apresenta uma queda real de 7,44% entre janeiro e novembro deste ano.

A queda real é registrada quando o preço dos imóveis apresenta variação inferior à alta generalizada de preços, que é medida por índices inflacionários, como o IPCA.

Enquanto o preço médio dos imóveis registra uma tímida alta de 1,32% no acumulado do ano, a expectativa da inflação no período, calculada pelo IBGE, é de 9,47%.

O FipeZap acompanha a variação de preços do mercado imobiliário em 20 cidades brasileiras com base no comportamento dos preços dos imóveis anunciados no site Zap Imóveis.

Quando se compara novembro com o mês anterior, os preços médios dos imóveis à venda nas 20 cidades incluídas no índice ficaram praticamente estáveis ao registrarem uma leve queda de 0,05%.

Nos últimos 12 meses encerrados em novembro, a variação média dos preços nas cidades acompanhadas  foi de 1,66%. O valor representa uma queda real de 7,85% dos preços das unidades no período, já que a inflação esperada para o mesmo período é de 10,32%.

Abaixo da inflação

As 20 cidades monitoradas pelo índice registraram variação de preços inferior à inflação no acumulado do ano e, portanto, tiveram queda real de preços no período.

Oito cidades também apresentaram queda nominal (variação negativa) de preços em novembro: Florianópolis, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, Contagem, Salvador, São Paulo, e Brasília.

O valor médio do metro quadrado anunciado nas cidades que compõem o índice foi de 7.609 reais em novembro. A cidade mais cara continua sendo o Rio de Janeiro, onde o metro quadrado custa, em média, 10.458 reais. A cidade é seguida por São Paulo, onde o preço médio do metro quadrado é de 8.610 reais.

As duas cidades que apresentaram os valores do metro quadrado mais baratos foram Contagem, na qual o preço médio das unidades é 3.551 reais, e Goiânia, onde o metro quadrado custa, em média, 4.179 reais.

Veja na tabela a seguir a variação dos preços dos imóveis à venda nas 20 cidades . A lista foi ordenada da menor para a maior variação de preços em novembro.

Região Variação mensal novembro/15 Variação mensal outubro/15 Variação em 2015 Variação nos últimos 12 meses
Florianópolis -0,56% -0,48% 8,25% 7,94%
Rio de Janeiro -0,31% -0,44% -1,16% -0,74%
Belo Horizonte -0,26% -0,29% 0,34% 0,92%
Recife -0,18% -0,20% 0,00% 1,50%
Contagem -0,15% -0,31% 3,87% 4,61%
Salvador -0,11% -0,10% 2,38% 2,28%
São Paulo -0,08% 0,04% 2,41% 2,76%
Brasília -0,07% -0,13% -1,30% -0,92%
Índice FipeZap Ampliado -0,05% -0,01% 1,32% 1.66%
Goiânia 0,08% 0,03% 1,85% 2,65%
Niterói 0,10% -0,19% -2,74% -2,47%
Fortaleza 0,20% 0,51% 5,42% 6,00%
Campinas 0,22% 0,19% 3,40% 3,65%
São Bernardo do Campo 0,27% 0,22% 2,80% 3,15%
Santos 0,28% 0,16% 3,91% 4,29%
Vila Velha 0,30% 0,58% 3,94% 4,72%
Santo André 0,34% 0,23% 3,99% 4,22%
Curitiba 0,45% 0,41% 0,04% -0,17%
Porto Alegre 0,46% 0,97% 3,02% 2,09%
São Caetano do Sul 0,59% 0,48% 2,91% 3,70%
Vitória 0,65% 1,30% 7,33% 8,19%
IPCA 0,87% 0,78% 9,47% 10,32%

E agora veja o preço médio do metro quadrado anunciado em cada cidade em novembro:

Região Preço médio do metro quadrado (R$)
Rio de Janeiro 10.458
São Paulo 8.610
Brasília 7.942
Niterói 7.651
Média Nacional 7.609
Florianópolis 6.270
Recife 6.000
Belo Horizonte 5.858
São Caetano do Sul 5.793
Fortaleza 5.787
Porto Alegre 5.454
Vitória 5.428
Campinas 5.320
Curitiba 5.197
Santo André 5.079
Santos 4.973
São Bernardo do Campo 4.740
Salvador 4.666
Vila Velha 4.347
Goiânia 4.179
Contagem 3.551

Especialista diz: a hora de comprar imóveis é boa e vai melhorar

hora de comprar imoveis

O cenário econômico não é bom para a econômica do país. Com um PIB negativo, inflação acima do teto da meta e cortes de gastos do governo são manchetes comuns dos noticiários. Neste cenário, o preço dos imóveis ainda chama a atenção, eles recuam o rítimo do crescimento e não apresentam mais valorização real, quando se desconta a inflação.
No meio dessa dança econômica, onde encontrar as melhores oportunidades de investimento? Antonio Brown, sócio da consultoria de investimentos XCare Investimentos afirma: a hora de comprar é boa e ainda vai melhorar.

Para ele, quem possui um bom capital guardado pode considerar comprar um imóvel como uma boa alternativa de investimento. “Muitas construtoras estão fazendo promoções, essa é uma escolha bem interessante”, diz o especialista.
O consultor destaca que escolher um bom corretor de imóveis ou imobiliária para identificar as melhores oportunidade é o principal cuidado para investir em um imóvel. Esse é um investimento de médio e longo prazo. “O idel é comprar bem no momento de baixa e fazer uma locação até uma venda mais futura”, relata.condições ver pra crerSobre a renda fixa, Antonio também afirma que o momento é favorável para aplicações em títulos públicos e privados. Nesse caso, as melhores opções, para o especialista, são os títulos públicos, os CDB (Certificados de Depósito Bancário) e LCI (Letras de Crédito Imobiliário). Quem precisa de mais liquidez deve escolher os títulos públicos, mas sempre tomando cuidado com a escolha do título. Já as LCI e os CDB são melhores para quem não precisa do dinheiro por alguns anos. Como esses títulos são garantidos pelo Fundo Garantidor de Crédito até R$ 250 mil, a recomendação do especialista é diversificar investimentos acima desse teto.
Atualmente a estratégia mais interessante é a de títulos prefixados. Para Antonio “a taxa prefixada pode ser bem interessante agora, caso seja necessário escolher apenas uma estratégia”, relata. Além disso, vale lembrar que a estrategia prefixada pode ser um pouco mais arriscada para o investidor que queira sair do título antes do vencimento, já que pode sofrer marcação do mercado e eventualmente colher prejuízos dessa operação.

Fonte: Infomoney

CAIXA ECONÔMICA E BANCO DO BRASIL ABRE LINHA DE CRÉDITO PARA QUEM QUER COMPRAR O SEU PRIMEIRO IMÓVEL

download

A crise econômica nacional tem revelado um lado positivo para o mercado imobiliário: o setor está conseguindo reduzir o estoque de unidades habitacionais com descontos especiais e novas linas de crédito da Caixa e do Banco do Brasil abriram.

Nos primeiros quatro meses deste ano, as vendas de imóveis já prontos, em construção ou na planta superaram em 417% os lançamentos, em comparação ao primeiro quadrimestre do ano passado.

CASAS E APARTAMENTOS EM SANTOS FINANCIADOS PELA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

COMPRE SUA CASA OU APARTAMENTO NA MYX IMÓVEIS E GANHE* AS DESPESAS DE ESCRITURA OU CONTRATO DE FINANCIAMENTO COM O BANCO.

*Ótimas taxas de juros para financiamento Pro Cotista para imóveis até 400 mil na Caixa Econômica Federal, clientes com conta salário taxa de juros efetivos 7,85 % , clientes caixa taxa de juros efetivos 8,35%. Promoção válida até 31/08/2015.

Para o comprador, a boa notícia é que, como em qualquer atividade comercial, o período de venda de estoque é considerado ideal para fazer bons negócios pois o mercado está atuando com bons descontos.

AGORA É A HORA DE COMPRAR

O momento atual torna-se ainda mais favorável para quem pensa em comprar uma casa ou apartamento em Santos e São Vicente, pois novos custos devem impactar os preços dos imóveis a serem lançados na capital baiana a partir do ano que vem:

-Aumento do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) dos terrenos; novos valores da Transferência do Direito de Construir e da outorga onerosa do direito de construir  seriam alguns dos novos custos previstos para o setor da construção civil.

 

Além destes, há ainda as novas exigências de qualidade técnica previstas pela Norma de Desempenho da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e os reajustes acumulativos dos dissídios coletivos dos trabalhadores a serem aplicados após a “entressafra” atual do mercado.

No contexto nacional, a retração do mercado facilitando as negociações e a ampliação da oferta de financiamento por bancos privados estariam entre os demais fatores favoráveis para a aquisição de imóvel, seja para casa própria ou mesmo para investir. Então aproveite e realize seu sonho.

BB já está financiando até 90% do valor da casa própria para imóveis de até R$400 mil

corretores

O BB já está financiando até 90% do valor do imóvel, pelo prazo máximo de 360 meses (30 anos) e juros de 9% ao ano.

As novas condições de financiamento, definidas em maio pelo Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), determinam que os interessados em contratar a linha devem ter conta ativa no FGTS, ou seja, estarem trabalhando com carteira assinada, e um mínimo de 36 contribuições, consecutivas ou não.

QUER SABER MAIS COMO FUNCIONA. FALE COM A MYX IMÓVEIS

 

Para o cliente que não tiver conta ativa, é exigido que o saldo total no FGTS seja igual ou superior a 10% do valor do imóvel.

A nova linha faz parte o esforço do governo de evitar uma retração muito grande na oferta de crédito imobiliário depois que os saques na caderneta de poupança aumentaram e reduziram o valor disponível para os empréstimos.

A Caixa Econômica Federal, principal instituição nesse segmento, teve de reduzir a parcela de financiamento de 80% para 50% pela queda nos saldos da poupança.

Os bancos em geral diminuíram as operações de crédito por conta da retração da economia e do aumento do desemprego.

Tanto a Caixa quanto o Banco do Brasil passaram a oferecer sorteios de prêmios para os poupadores, como forma de tentar limitar os resgates da caderneta.

Em abril, a carteira de crédito imobiliário do BB atingiu R$ 42,06 bilhões, um crescimento de 45,9% em 12 meses.

Para as linhas que utilizam o Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), em que o cliente utiliza seus recursos do FGTS na compra, o banco já havia ampliado o prazo de financiamento para até 420 meses (35 anos) e elevado para até 80% o limite de financiamento.

fonte: exame.com.br

A CAIXA ECONÔMICA TEM LINHA DE R$ 4 BI PARA FINANCIAMENTO DE ATÉ 85% DO IMÓVEL COM JUROS MENORES

caixa-economica-foto-abr1

A Caixa Econômica Federal anunciou que disponibilizou R$ 4 bilhões para a linha de crédito imobiliário pró-cotista – voltada para quem tem conta ativa no FGTS e pelo menos 36 contribuições – que permite financiar até 85% do valor de imóveis de até R$ 400 mil, pelo prazo máximo de 360 meses. As taxas de juros efetivas variam entre 7,85% a.a e 8,85% a.a.

A nova linha pode representar um novo estímulo ao mercado de crédito, que passou a ficar mais restrito após a Caixa ter reduzido em maio de 80% para 50% o teto dos financiamentos para imóveis usados avaliados em até R$ 750 mil.

SAIBA COMO FINANCIAR SUA CASA PRÓPRIA. CONSULTE A MYX IMÓVEL – SOMOS CORRESPONDENTE CAIXA EM SANTOS

Regras de participação
Para poder participar da modalidade de crédito pró-cotista o interessado precisa ter trabalhado 36 meses, consecutivos ou não, sob regime do FGTS. Caso o cliente não possua contrato de trabalho ativo, deve possuir saldo em conta vinculada do FGTS correspondente a, no mínimo, 10% do valor do imóvel. O cliente também não pode ser proprietário de imóvel no município onde reside ou trabalha, e nem nos municípios vizinhos e integrantes da mesma região metropolitana.

Os limites para se abater do IR 2015.

Abatimento do IR 2015

Como o próprio nome sugere, o Imposto de Renda incide sobre seus rendimentos. Mas, dependendo das despesas realizadas ao longo de 2014, a base de cálculo para o imposto pode ser reduzida e você pode ter menos imposto a pagar, ou até ter direito à restituição.

Para a infelicidade dos contribuintes, contudo, nem todos os gastos realizados no ano anterior podem ajudar a diminuir a mordida do leão.

Os gastos que jogam a seu favor na declaração de IR são apenas as chamadas despesas dedutíveis, que nada mais são do que algumas classes de gastos definidas pela Receita Federal que por serem consideradas mais necessárias justificam o abatimento sobre o imposto.

“Pela Constituição, uma das obrigações do Estado é prover educação, saúde, habitação, etc. Tendo em vista que as escolas públicas, por exemplo, não cumprem esse dever de educação com a qualidade esperada, o governo dá um incentivo fiscal para quem paga a escola particular e devolve parte desse investimento”, explica Samir Choaib, advogado especialista em Imposto de Renda.

Além de não permitir que todos nossos gastos reduzam a base do imposto a pagar – afinal não é interessante para o governo não sobrar nada para aplicar sua mordida – a Receita também limita os valores de dedução de alguns dos gastos que podem ser abatidos.

E alguns limites são bem baixos, por sinal. Os gastos com educação, por exemplo, só podem ser abatidos até o teto 3.375,83 reais por dependente. Por mais que o contribuinte tenha gasto 15 mil reais com a escola de seu filho, portanto, ele só poderá informar parte dessa despesa, limitada aos 3.375,83 reais.

APARTAMENTO OU CASA EM SANTOS. AS MELHORES OPÇÕES E O MELHOR ATENDIMENTO, SEJA QUAL FOR A SUA NECESSIDADE, ESTÃO AQUI NA MYX IMÓVEIS. ACESSE: www.myximoveis.com.br

Caso sua renda em 2014 o enquadre na faixa de imposto de 27,5% (válida para rendimentos anuais acima de 53.565,72 reais), no final das contas ele terá apenas 928 reais (27,5% sobre os 3.375,83 reais) descontados da base de cálculo do imposto, o que não chega a cobrir nem uma mensalidade escolar em muitos casos.

Veja a seguir os limites e regras de deduções válidos para a Declaração de Ajuste Anual de 2015:

Valor do abatimento para quem opta pela declaração simplificada: 15.880,89 reais

Antes de partir para os limites dos gastos dedutíveis de fato, é importante lembrar que as deduções só são permitidas se o contribuinte optar pelo modelo de declaração completa.

Isso acontece porque a declaração simplificada garante um abatimento único de 20% sobre a renda tributável do contribuinte, que pode ou não ser mais vantajoso que o desconto obtido pelo abatimento individual das despesas dedutíveis na declaração completa.

Neste ano, o desconto único de 20% é limitado ao teto de 15.880,89 reais. No ano passado, esse limite era de 15.197,02 reais.

A declaração completa permite a dedução de uma série de despesas, como gastos com educação e saúde, além do abatimento de dependentes.

Ao preencher toda a declaração com os dados exigidos, o próprio programa gerador do Imposto de Renda indica qual modelo é mais vantajoso para o contribuinte.

Valor do abatimento para dependentes: 2.156,52 reais

Quem usa a declaração completa poderá abater um valor de 2.156,52 reais por cada dependente informado na declaração. No ano passado, o valor era de 2.063,64 reais.

Valor do abatimento para despesas com educação: 3.375,83 reais

Na declaração completa também será possível abater despesas com educação até o limite de 3.375,83 reais. No ano passado, esse limite era de 3.230,46 reais.

Podem ser abatidas apenas despesas com ensino técnico, fundamental, médio, superior, pós-graduação, mestrado e doutorado.

Gastos com materiais escolares e atividades extracurriculares, como escolas de línguas ou cursinhos preparatórios, não entram na lista.

Valor do abatimento de empregado doméstico: 1.152,88 reais

Na declaração completa, será possível deduzir até 1.152,88 reais em despesas com um empregado doméstico. No ano passado, o limite era de 1.078,08 reais.

Myx_imoveis

Valor do abatimento com despesas médicas: ilimitado

Não há limites de valor para a dedução dos gastos com saúde. As restrições neste caso ficam por conta do tipo de despesa médica que pode ser declarado e dos documentos que comprovam que o gasto ocorreu de fato.
Entre as despesas médicas dedutíveis na declaração de IR estão os gastos com hospitalização, exames, consultas, aparelhos e próteses e planos de saúde, realizados em benefício do declarante e de seus dependentes (veja em detalhes todas as despesas médicas dedutíveis).

Para declarar essas despesas, no entanto, é preciso ter em mãos os comprovantes, como recibos e notas fiscais ou o informe enviado pelo plano de saúde, que contenham o nome, o endereço e o CPF ou CNPJ de quem recebeu os pagamentos.

Abatimento de doações incentivadas: limitado a 6% do imposto de renda devido

Contam com a possibilidade de abatimento do imposto a pagar as contribuições às instituições que se enquadram nas regras de doações com incentivos fiscais.

Assim sendo, as doações incentivadas só podem ser feitas aos: fundos municipais, estaduais, distrital e nacional da criança e do adolescente, que se enquadram no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA); fundos municipais, estaduais, distrital e nacional que se enquadram no Estatuto do Idoso; projetos aprovados pelo Ministério da Cultura e enquadrados na Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet); projetos aprovados pelo Ministério da Cultura ou pela Agência Nacional de Cinema (Ancine) e enquadrados na Lei de Incentivo à Atividade Audiovisual; projetos aprovados pelo Ministério do Esporte e enquadrados na Lei de Incentivo ao Esporte.

Essas doações não podem, somadas, ultrapassar o limite global de 6% do imposto de renda devido. Assim, se o imposto devido for de 3 mil reais, o valor máximo de dedução é de 180 reais para esses tipos de doação juntos.

Abatimento de contribuições à Previdência Social: ilimitado

O contribuinte pode deduzir a totalidade das contribuições feitas ao INSS, seja como celetista, seja como autônomo, desde que tenha recebido rendimentos tributáveis sujeitos ao ajuste anual em 2014.

Também é possível deduzir o INSS pago por um dependente que tenha rendimentos tributáveis próprios, tributados em conjunto com os do declarante, portanto.

Contribuição à Previdência Complementar: limitada a 12% dos rendimentos tributáveis

Quem contribui a um plano de previdência privada aberta da modalidade Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL), ou para o fundo de pensão oferecido pela empresa pode deduzir as contribuições feitas da base de cálculo do seu IR até o limite de 12% da renda tributável.

Assim, se a renda tributável de um contribuinte tiver sido de 100 mil reais em 2014 – sujeita à alíquota de 27,5% – essa pessoa poderá abater as contribuições aos planos até o limite de 12 mil reais.

Isso significa que esse contribuinte terá direito a uma restituição de 3.300 reais neste ano (27,5% de 12 mil reais) ou, se tiver imposto a pagar, pagará 3.300 reais a menos.

Vale lembrar que o benefício não se trata de uma isenção de IR, mas um adiamento do pagamento. Quando essa pessoa for resgatar seus recursos no futuro, a tributação incidirá não só sobre a rentabilidade, mas sobre todo o montante investido.

Pensão judicial: ilimitada

Todo valor estabelecido judicialmente pode ser deduzido, mas contribuições informais são consideradas mesadas e não entram nos critérios de dedução.

Fonte: Exame.com

LEIA TAMBÉM

Como escolher o banco para financiar o meu imóvel

A Receita já liberou os programas para fazer a declaração de Imposto de Renda 2015.

declaração-impostoderenda

A Receita Federal liberou os programas para declarar e transmitir o Imposto de Renda 2015 (ano-base 2014). Há várias versões, conforme o sistema operacional (Windows, Mac etc). Para cada sistema, é preciso um programa para preencher a declaração e outro para transmiti-la (o Receitanet).

Os aplicativos para declarar o IR por meio de celular e tablet também estão disponíveis nas lojas Google Play (para usuários de Android) ou App Store (para o sistema iOS).

Receita espera receber 27,5 milhões de declarações

A Receita espera receber 27,5 milhões de declarações até 30 de abril. Neste ano, está obrigado a declarar Imposto de Renda quem mora no Brasil e recebeu rendimentos tributáveis de mais de R$ 26.816,55 ao longo de 2014.

Também é obrigado a declarar quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil.

Rendimento tributável, por exemplo, é o salário. Rendimento isento ou não tributável pode ser uma indenização trabalhista.

Além disso, pessoas que tiveram, em qualquer mês, ganhos com a venda de bens ou direitos, ou realizaram operações em Bolsa de Valores e atividades similares, também devem declarar IR em 2015.

O contribuinte pode escolher o modelo completo ou o simplificado para enviar sua declaração. Na opção pelo simplificado, é aplicado o desconto padrão de 20% (independentemente de gastos com saúde e educação, por exemplo). O limite para esse desconto de 20% é de R$ 15.880,89.

 

A MYX IMÓVEIS É O MELHOR LUGAR PARA ENCONTRAR SUA NOVA CASA OU APARTAMENTO EM SANTOS. 
www.myximoveis.com.br

 

Declaração pode ser feita em computador, tablet ou celular

A declaração poderá ser feita pelo computador, por meio do programa de declaração, ou por tablets e celulares, por meio do aplicativo APP IRPF.

Quem tem certificado digital também pode fazer o preenchimento online, sem precisar baixar o programa. Não é mais possível entregar a declaração em disquete.

Assim como no ano passado, contribuintes que tiverem certificação digital também poderão usar uma declaração pré-preenchida. Nesse caso, alguns dados serão colocados automaticamente na declaração pela Receita Federal.

Em todos os casos, a entrega pode ser feita até as 23h59min59seg de 30 de abril. A multa para quem entrega a declaração fora do prazo é de 1% ao mês. O valor mínimo é de R$ 165,74, e o máximo é de 20% do imposto devido.

 

VOCÊ PODE FAZER O DOWNLOAD DO PROGRAMA DE DECLARAÇÃO AQUI

 

Imposto poderá ser parcelado em até oito vezes

Quem tiver imposto a pagar poderá dividir o valor em até oito parcelas, contanto que cada uma tenha valor superior a R$ 50. Se o contribuinte tiver que pagar menos de R$ 100 no total, o pagamento deverá ser feito em uma única parcela.

Quem escolher parcelar o pagamento deve pagar cada parcela até o último dia útil de cada mês, mas ao valor será acrescentada mensalmente a Selic proporcional (atualmente, a taxa básica de juros está em 12,25% ao ano) mais 1% no mês do pagamento.

O contribuinte pode escolher antecipar o pagamento (total ou parcialmente) ou estender o número de parcelas.

O pagamento pode ser feito por meio de um boleto (uma guia de recolhimento chamada Darf), que pode ser pago em qualquer banco autorizado a recebê-lo; por transferência eletrônica; ou por débito em conta.

 

Fonte: UOL