Preço dos imóveis no Brasil tem queda real de 7,44% em 2015

Queda de preços de imóveis

São Paulo – O preço médio do metro quadrado dos imóveis anunciados para venda no Brasil apresenta uma queda real de 7,44% entre janeiro e novembro deste ano.

A queda real é registrada quando o preço dos imóveis apresenta variação inferior à alta generalizada de preços, que é medida por índices inflacionários, como o IPCA.

Enquanto o preço médio dos imóveis registra uma tímida alta de 1,32% no acumulado do ano, a expectativa da inflação no período, calculada pelo IBGE, é de 9,47%.

O FipeZap acompanha a variação de preços do mercado imobiliário em 20 cidades brasileiras com base no comportamento dos preços dos imóveis anunciados no site Zap Imóveis.

Quando se compara novembro com o mês anterior, os preços médios dos imóveis à venda nas 20 cidades incluídas no índice ficaram praticamente estáveis ao registrarem uma leve queda de 0,05%.

Nos últimos 12 meses encerrados em novembro, a variação média dos preços nas cidades acompanhadas  foi de 1,66%. O valor representa uma queda real de 7,85% dos preços das unidades no período, já que a inflação esperada para o mesmo período é de 10,32%.

Abaixo da inflação

As 20 cidades monitoradas pelo índice registraram variação de preços inferior à inflação no acumulado do ano e, portanto, tiveram queda real de preços no período.

Oito cidades também apresentaram queda nominal (variação negativa) de preços em novembro: Florianópolis, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, Contagem, Salvador, São Paulo, e Brasília.

O valor médio do metro quadrado anunciado nas cidades que compõem o índice foi de 7.609 reais em novembro. A cidade mais cara continua sendo o Rio de Janeiro, onde o metro quadrado custa, em média, 10.458 reais. A cidade é seguida por São Paulo, onde o preço médio do metro quadrado é de 8.610 reais.

As duas cidades que apresentaram os valores do metro quadrado mais baratos foram Contagem, na qual o preço médio das unidades é 3.551 reais, e Goiânia, onde o metro quadrado custa, em média, 4.179 reais.

Veja na tabela a seguir a variação dos preços dos imóveis à venda nas 20 cidades . A lista foi ordenada da menor para a maior variação de preços em novembro.

Região Variação mensal novembro/15 Variação mensal outubro/15 Variação em 2015 Variação nos últimos 12 meses
Florianópolis -0,56% -0,48% 8,25% 7,94%
Rio de Janeiro -0,31% -0,44% -1,16% -0,74%
Belo Horizonte -0,26% -0,29% 0,34% 0,92%
Recife -0,18% -0,20% 0,00% 1,50%
Contagem -0,15% -0,31% 3,87% 4,61%
Salvador -0,11% -0,10% 2,38% 2,28%
São Paulo -0,08% 0,04% 2,41% 2,76%
Brasília -0,07% -0,13% -1,30% -0,92%
Índice FipeZap Ampliado -0,05% -0,01% 1,32% 1.66%
Goiânia 0,08% 0,03% 1,85% 2,65%
Niterói 0,10% -0,19% -2,74% -2,47%
Fortaleza 0,20% 0,51% 5,42% 6,00%
Campinas 0,22% 0,19% 3,40% 3,65%
São Bernardo do Campo 0,27% 0,22% 2,80% 3,15%
Santos 0,28% 0,16% 3,91% 4,29%
Vila Velha 0,30% 0,58% 3,94% 4,72%
Santo André 0,34% 0,23% 3,99% 4,22%
Curitiba 0,45% 0,41% 0,04% -0,17%
Porto Alegre 0,46% 0,97% 3,02% 2,09%
São Caetano do Sul 0,59% 0,48% 2,91% 3,70%
Vitória 0,65% 1,30% 7,33% 8,19%
IPCA 0,87% 0,78% 9,47% 10,32%

E agora veja o preço médio do metro quadrado anunciado em cada cidade em novembro:

Região Preço médio do metro quadrado (R$)
Rio de Janeiro 10.458
São Paulo 8.610
Brasília 7.942
Niterói 7.651
Média Nacional 7.609
Florianópolis 6.270
Recife 6.000
Belo Horizonte 5.858
São Caetano do Sul 5.793
Fortaleza 5.787
Porto Alegre 5.454
Vitória 5.428
Campinas 5.320
Curitiba 5.197
Santo André 5.079
Santos 4.973
São Bernardo do Campo 4.740
Salvador 4.666
Vila Velha 4.347
Goiânia 4.179
Contagem 3.551

Está querendo casar? Planeje a cerimônia gastando menos

couples+money+wedding+dress

Iniciar uma vida a dois endividados ou ter que dispensar a lua de mel porque a festa estourou o orçamento são situações para lá de chatas que podem ser evitadas com planejamento e definição de prioridades. Uma festa memorável não precisa custar uma fortuna e dão dicas para quem quer enxugar gastos sem abrir mão de um dia inesquecível.

Casamento que cabe no bolso

Fuja da alta temporada

Se você não faz questão de casar no mês das noivas, evite programar sua cerimônia para maio, quando os preços ficam mais salgados. Novembro e dezembro são meses procurados e por isso, também inflacionados. Sem contar que o último trimestre concentra as confraternizações corporativas, o que reduz a oferta de datas nas casas de eventos. Uma saída para gastar menos é casar entre junho e agosto, quando a baixa procura permite conseguir mais descontos. Escolha também o dia da semana ideal ao seu bolso: as sextas-feiras, domingos e vésperas de feriados costumam ser mais em conta do que os sábados.
 

Lista de convidados enxuta

Para quem quer fazer um casamento econômico, não há nada pior do que uma lista de convidados imensa. Isso porque os custos (buffet, decoração, lembrancinhas…) estão quase todos atrelados ao número de convidados. Lembre-se: vale mais a pena proporcionar uma festa bonita e divertida para pessoas que realmente são importantes na vida do casal do que fazer uma cerimônia mais ou menos para uma multidão. Privilegie familiares próximos e amigos queridos. No trabalho, ao invés de convidar a empresa inteira, chame apenas o pessoal do seu departamento.
 

Simplifique os convites

Deixe de lado os envelopes decorados, os papéis vegetais e os adornos desnecessários. Se quer economizar, faça convites de uma única página (de modo que possa ser dobrado), com um layout elegante e em um papel de qualidade. Nos dias atuais, o calígrafo já não é imprescindível. Só não abra mão de uma boa impressão e de uma escrita correta, mesmo se optar por uma linguagem informal. E não se esqueça de que o design do convite deve refletir a personalidade dos noivos e dar uma pista sobre o grau de formalidade da cerimônia.
 

Tudo no mesmo lugar

Realizar a cerimônia e a festa no mesmo espaço reduz o tempo de deslocamento dos fornecedores pagos por hora. Além disso, algumas igrejas tradicionais cobram uma taxa alta para celebrar casamentos e por vezes exigem que o casal contrate somente profissionais cadastrados pela instituição.

O QUE REALMENTE NÃO PODE FALTAR É LUGAR PARA MORAR JUNTO.
ACESSE http://www.myximoveis.com.br E ENCONTRE AS MELHORES OPORTUNIDADES EM IMÓVEIS PARA VOCÊ E O SEU AMOR COMEÇAREM A VIDA A DOIS.

Defina prioridades

Um evento bem-sucedido não pode dispensar um espaço agradável, com lugares para todos se sentarem, um buffet de boa qualidade e uma equipe de apoio bem treinada. “Para casais que querem economizar sempre falo para se preocupar com o buffet e com DJ. Afinal, boa comida e animação são essenciais”, comenta a cerimonialista da Potencial Eventos, Juliana Mielke. Aliás, no quesito festa, contratar uma banda é bem interessante, mas sai muito mais caro do que fechar com um DJ ou um cantor single.

Comes e bebes

Em uma festa de casamento, o maior investimento do casal deve ir para os comes e bebes, mas algumas estratégias podem ajudar a economizar nesse item. Por exemplo, busque cardápios que já incluam sobremesas, assim você não precisa investir numa mesa de doces generosa. Optar por um brunch no lugar de um jantar formal também ajuda a reduzir o custo. Para diminuir o staff, esqueça o serviço à francesa e deixe que os convidados se sirvam. Em substituição ao serviço de bar completo, ofereça cerveja, um bom vinho e um coquetel.

Mesa para muitos

Quanto maior for a quantidade de mesas, maiores são os gastos com toalhas e arranjos. Por isso, se a intenção for economizar, prefira distribuir pelo salão mesas com, pelo menos, oito ou dez lugares. Na hora de decorar, opte por flores da estação, que são sempre mais em conta e igualmente belas às exóticas.
Fonte: UOL

8 dicas para economizar dentro de casa

Hoje em dia, todo recurso que você puder economizar, por menor que seja, vale muito. É possível fazer verdadeiros “pequenos milagres financeiros” com o que você consegue juntar depois de um bom período de contenção de gastos. E com a situação atual isso fica ainda mais evidente. É possível economizar em serviços, no consumo em casa e em alguns anos já é possível ter uma quantia boa o suficiente para dar como entrada num carro seminovo, fazer uma viagem com a família ou qualquer outro objetivo.

Veja algumas maneiras de economizar dinheiro em casa:

1 – Não desperdice energia elétrica

Controle o tempo dos chuveiros elétricos, ensine a seus familiares de que alguns minutos a menos no banho podem significar muito para a economia da família. Desligue os aparelhos que quase nunca são usados da tomada, no modo stand-by eles ainda consomem energia. Junte bastante roupas na hora de passar e evite ficar com a porta da geladeira aberta. Se você seguir essas dicas, com certeza fará uma diferença enorme em sua conta de energia elétrica.

2 – Economize água

Conscientize todos os moradores da casa, que escovar os dentes com a torneira fechada e reduzir o tempo no banho, além de economizar água, vai ajudar o meio ambiente. Reaproveite a água da chuva para lavar o quintal, molhar as plantas e lavar carros.

3 – Analise os serviços contratados em sua casa

Avalie se vale a pena manter o seu plano de celular e TV a cabo. Será que é possível economizar ou fazer um pacote mais apropriado para o seu consumo? Consulte sua operadora e revise a melhor opção para o seu bolso.

4 – Economize nas compras

Procure comprar em locais com melhores preços ou até organize um grupo de compras entre os seus amigos, pois comprar no atacado você consegue melhores preços e pode dividir os produtos entre alguns amigos ou vizinhos. A economia pode se dar também na compra de produtos na época de sua safra ou em promoções, armazene estes produtos para poder utilizá-los por longos períodos.

ECONOMIA DE VERDADE É ADQUIRIR SEU PRÓXIMO APARTAMENTO OU CASA EM SANTOS COM A EQUIPE DA MYX IMÓVEIS. ACESSE www.myximoveis.com.br E ENCONTRE AS MELHORES OFERTAS.

5 – Evite pagar juros e multas

Pague suas contas em dia e evite o pagamento de juros e multas, isto faz uma grande diferença no seu orçamento.

6 – Evite o desperdício

Evite o desperdício de jogar comida fora. Não deixe alimentos estragando na geladeira ou abuse da quantidade de produtos de limpeza. Isso é literalmente queimar dinheiro.

7 – Economize combustível

Com o preço da gasolina nas alturas, uma economia no consumo fará uma grande diferença no seu bolso. Planeje sua rota e evite ir e voltar para casa várias vezes. Resolva tudo em uma ou poucas saídas, assim você vai otimizar o tempo e reduzir os gastos.

8 – Faça um planejamento e controle suas finanças pessoal e familiar

Se você consegue fazer um planejamento de suas finanças utilizando uma planilha, com certeza você terá mais sucesso no controle de seus gastos e conseguirá economizar dinheiro. Lance todos os seus gastos e sua receita em uma planilha e com estas informações conseguirá adquirir as rédeas monetária de sua vida.

Fonte: Familia.com.br

Energia solar para seu imóvel residencial é um investimento positivo para você e para o ambiente.

paineis solares

Apesar do Brasil ser um país tropical com muita incidência de luz solar, ainda não aproveitamos esse recurso natural abundante: o calor do sol. A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) lista apenas 27 mini ou micro-estações geradoras de energia solar no País. Três delas estão em pontos comerciais e 24 em residências.

Na opinião da engenheira Lourdes Printes, diretora técnica da LCP Engenharia & Construções, uma das pioneiras na construção sustentável residencial no Brasil, é preciso em primeiro lugar que todos tenham a consciência de que a utilização correta e racional, tanto de energia elétrica como de água, é fundamental.

“Nestes últimos dias, com a enorme seca e o nível baixo de nossos reservatórios, percebemos o quão importante é a maior conscientização de toda a população para que cuidemos de nossos recursos”, avalia.

A engenheira cita algumas das opções que podem ser implementadas na fase de concepção do projeto de captação de energia solar:

  • Projeto arquitetônico adequado às nossas condições climáticas, se possível com grandes aberturas para a entrada de luz. Porém, com proteção de brises ou aplicação de películas nos vidros, pois, da mesma forma que entra luz para os ambientes, também entra muito calor. O motivo é o fato de o vidro não possuir condição para ser usado como isolamento térmico entre os ambientes;
  • Ventilação cruzada no projeto arquitetônico;
  • Utilização de materiais construtivos eficientes, como o painel de argamassa armada com miolo de EPS para formar as paredes estruturais, que substituirão as alvenarias tradicionais (tijolo ou bloco). Isto proporciona isolamento térmico e acústico aos ambientes internos. Como consequência, há redução do uso de energia com equipamentos de refrigeração e ventiladores;
  • Utilização de lâmpadas eficientes. São mais caras na compra, contudo, possuem custo pago em menos de um ano;
  • Utilização de eletrodomésticos com selo Procel;
  • Construir seguindo as boas técnicas da construção sustentável e os manuais e referenciais para o segmento residencial;
  • Instalação de sistema de painéis solares para o aquecimento de água para os banhos. Isto é muito importante porque a energia gasta em chuveiros elétricos é um custo que pode ser evitado e reduzido nas residências;
  • Instalação de painéis fotovoltaicos para a produção de energia, que é sempre feita de forma contínua, pois o sol sempre brilha e, por isso, temos claridade durante o dia. Portanto, essa energia gerada pode ser direcionada no projeto elétrico da residência para ambientes específicos, onde há muitos eletrodomésticos, como as cozinhas, por exemplo. Pode também ser direcionada para a iluminação de áreas externas.

ECONOMIA TAMBÉM É ESCOLHER O MELHOR IMÓVEL EM SANTOS COM UMA IMOBILIÁRIA ESPECIALIZADA. 
ACESSE O SITE DA MYX IMÓVEIS E ENCONTRE AS MELHORES OPORTUNIDADES PARA VOCÊ.
www.myximoveis.com.br

Woman looking at bath products in store

Custo e vantagens da captação de energia solar

Em uma instalação do porte de 5,0 Kwp, o custo total de projeto, equipamento, instalação e contrato com a concessionária local é de aproximadamente R$ 60.000. “Não existem desvantagens, apenas a necessidade de inspeções preventivas periódicas e conservação. A principal vantagem é ter um sistema sustentável. O tempo médio para retorno do investimento é de 16 anos, independentemente do porte da instalação”, explica. De acordo com Lourdes, em algumas das obras realizadas pela empresa em imóveis com cerca de 300 a 400 metros quadrados de área construída, a economia de energia foi de 73.106,80 MWh ao ano.

Para utilizar o sistema em uma casa já construída, é preciso que haja espaço disponível para a instalação da bateria de placas, que devem ficar voltadas para o norte, e que o local tenha ótima incidência solar todo o ano. “A energia fotovoltaica gerada não precisa estar voltada para pontos de consumo determinados, pois interage com o sistema da concessionária, gerando créditos que poderão ser consumidos em até noventa dias, não havendo necessidade de baterias”, detalha Lourdes.

Segundo Lourdes, uma maior capacidade instalada gera economia mensal maior. “A portaria 482 da Aneel permite que qualquer cidadão gere energia e conecte-se à rede pública de energia pagando a diferença entre a gerada e a consumida, se esta última for maior”, explica.

Fonte: Zap Imóveis

mercado_imoveis_baixada_santista

REAÇÃO À VISTA NO MERCADO IMOBILIÁRIO DA BAIXADA SANTISTA

mercado_imoveis_baixada_santista

A queda dos preços dos imóveis novos e usados e as novas linhas de financiamento são vistas como boas vantagens para quem quer comprar um imóvel na Baixada Santista agora.

O primeiro semestre de 2015 foi muito turbulento, apresentando uma estagnação do mercado imobiliário. Mas passado esse período a região da Baixada Santista já começa a mostrar sinais de reação. A dos precos dos imóveis novos e usados em conjunto com uma flexibilidade muito mais ampla dos vendedores e das incorporadoras, bem como as facilidades das novas linhas de financiamento anunciadas pela Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil deixaram o terreno bastante propício para quem planejava ou tinha alguma intenção de comprar o seu imóvel.

A visão da regional do Sindicato da Habitação (Secovi) e da delegacia do Conselho Regional dos Corretores de imóveis (Creci) é essa. As condições de mercado para quem pensa em comprar o primeiro imóvel ou ainda para quem planeja mudar para uma casa maior ou um apartamento mais moderno estão bastante favoráveis.

Segundo Carlos Ferreira, delegado-regional do Creci, graças aos financiamentos do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, o melhor momento para comprar imóveis com valor até R$ 400 mil é agora. As construtoras estão escutando mais propostas, contrapropostas, e em alguns casos aceitando imóveis na negociação.

A avaliação do diretor-regional do Secovi, Carlos Meschini é a mesma. Segundo ele o primeiro semestre foi ruim, mas nessa segunda metade de 2015 os negócios estão voltando a serem realizados. As propostas, tanto em imóveis novos como em imóveis usados estão sendo recebidas com mais abertura e facilidades.

myx imóveis - compre a casa e ganhe a escritura

Com boas notícias para quem deseja comprar o seu primeiro imóvel ou mudar de apartamento ou casa em Santos a melhor notícia é saber que a Myx Imóveis está com condições ainda melhores para quem quer comprar seu imóvel. NA MYX IMÓVEIS, ATÉ O DIA 30/08/2015 VOCÊ COMPRA O SEU APARTAMENTO E GANHA A ESCRITURA. Além de ganhar a escritura você encontra ótimas taxas de juros para financiamento – PRO COTISTA para imóveis de até 400mil na Caixa Econômica Federal (Clientes com conta salário tem taxa de juros efetivos a partir de 7,85%.). Faça uma simulação de financiamento sem compromisso.
Ligue agora para um de nossos consultores: (13) 3221-5666 – (13) 7824-2501 (ID: 90*125626)

APROVEITE E VEJA OS MELHORES IMÓVEIS À VENDA NO NOSSO SITE CLICANDO AQUI.

Fonte: AT Revista

O que pode ser descontado do Imposto de Renda?

leao

Um contribuinte que vai fazer a declaração de Imposto de Renda (IR) deste ano e pretende garantir a melhor restituição possível deve ficar atento aos gastos que podem ser deduzidos.

A Receita Federal permite que o documento seja entregue de maneira simplificada ou completa.

No modelo simplificado, o Fisco garante, automaticamente, um desconto de 20% sobre os rendimentos tributáveis, sem a necessidade de comprovar essas despesas e limitado a R$ 15.880,89.

O modelo completo é recomendado para quem tiver uma soma total de deduções que excede esse valor. Com esse formato, é possível deduzir as despesas médicas, com educação, empregada doméstica, contribuição à previdência complementar e também doações.

O contribuinte deve guardar os comprovantes dos pagamentos, em caso de o Fisco exigir a comprovação. Vale lembrar que os descontos são válidos para gastos realizados no ano passado, já que a declaração se refere ao ano-calendário 2014.

O prazo de entrega do Imposto de Renda vai do dia 2 de março a 30 de abril. Quem for obrigado e não declarar fica sujeito à multa mínima de R$ 165,74, podendo ser de até 20% sobre o imposto devido.

Veja algumas dicas do especialista em tributos Reginaldo Coutinho, da seguradora Mongeral Aegon, e da Receita Federal:

Despesas médicas
As despesas médicas podem ser deduzidas integralmente, de acordo com a Receita Federal. Estão incluídos gastos com plano de saúde, hospitais, médicos, exames laboratoriais, aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas e dentárias. Também podem ser incluídos gastos com tratamento de dependentes e alimentados (quem recebe pensão alimentar), segundo Coutinho.

Previdência
Quem tem plano de previdência privada deve ficar atento. Se for pelo Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL), o desconto pode ser de até 12% sobre toda a renda bruta anual. Já se a modalidade for a Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL), vale a declaração simplificada, uma vez que as contribuições realizadas por esse plano não são dedutíveis.

 

SE VOCÊ PROCURA APARTAMENTO OU CASA EM SANTOS, A MYX IMÓVEIS É O LUGAR IDEAL PARA ENCONTRÁ-LOS.
ACESSE www.myximoveis.com.br E CONFIRA.

 

Doação
A Receita permite que o contribuinte deduza até o limite de 6% do imposto de renda devido valores doados a instituições de caridade. As doações devem ser feitas a entidades que defendam direitos da criança e do adolescente, a projetos incluídos como incentivo à cultura e à atividade audiovisual.
Educação
As despesas com educação têm limite anual de R$ 3.375,83. Podem ser incluídos gastos referentes a creches, educação pré-escolar, ensino fundamental, médio e superior, curso de especialização ou profissionalizantes do contribuinte e de seus dependentes. Por outro lado, despesas com cursos de idiomas e cursinhos pré-vestibulares não podem ser deduzidos.

Empregado doméstico
O patrão que paga as contribuições para a previdência do empregado doméstico pode receber o valor pago de volta por meio da declaração do IR. O limite de dedução neste ano é de R$ 1.152,88. O valor pode ser descontado do imposto a pagar. A dedução é limitada a um doméstico por declaração. Dessa maneira, um caso que tiver mais de um empregado pode cada um declarar um funcionário, assim garantindo que os valores referentes aos dois sejam descontados.

 

Fonte: Terra

Entrega do Imposto de Renda começa no dia 2 de março

animais-leao-217aba

O período de entrega da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) neste ano será do dia 2 de março a 30 de abril, informou a Receita Federal. Os prazos e as regras foram publicados no Diário Oficial da União desta quarta-feira.

De acordo com o Fisco, está obrigado a fazer a declaração o contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis cuja soma foi superior a R$ 26.816,55 em 2014 (ano-calendário para declarações deste ano).

Também estão obrigados a prestar contas à Receita os contribuintes que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil no ano passado.

Outras condições que obrigam a declarar o IR são ter tido ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou ter feito operações em bolsas de valores, de mercadores, de futuros ou assemelhadas.

Quem estregar o documento após o prazo ou não declarar, desde que esteja obrigado, fica sujeito à multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total do imposto devido. A multa tem valor mínimo de R$ 165,74, podendo ser de até 20% sobre o IR devido.

O contribuinte que enviar a declaração no início do prazo deve receber a resituição mais cedo, desde que o documento não tenha erros, omissões ou inconsistências. No ano passado, o Fisco pagou as restituições em sete lotes, de junho a dezembro. Idosos, portadores de doenças graves, deficiências físicas ou mentais têm prioridade.

Como entregar
A entrega da declaração do Imposto de Renda (IR) pode ser feita pelo Programa Gerador de Declaração, relativo ao exercício de 2015, disponível no site da Receita Federal. O envio do documento é feito pelo programa Receitanet, também disponível na página do Fisco.

O contribuinte também pode entregar o documento por certificado digital, disponível no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC).

Ainda há a opção de elaborar a declaração por meio de tablets e smartphones, com o serviço “Fazer Declaração”. O aplicativo APP IRPF está disponível nas lojas online Google Play, para aparelhos com sistema Android, e App Store, para o sistema iOS.

casa em santos

Obrigatoriedade

Outras condições que tornam obrigatória a entrega do IR são ter tido, no ano passado, receita bruta relativa à atividade rural em valor superior a R$ 134.082,75.

Quem pretenda compensar, no ano-calendário 2014 ou posterior, prejuízos de anos-calendários anteriores ou do próprio ano-calendário 2014 também deve declarar.

A obrigatoriedade se estende para quem teve, no dia 31 de dezembro do ano passado, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil.

Quem passou à condição de residente no Brasil em qualquer data e estava nesta condição em 31 de dezembro passado também deve prestar contas ao Fisco.

A Receita ainda informa que deve declarar o IR quem optou pela isenção do Imposto sobre a Renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no País, no prazo de 180 dias contados da celebração do contrato de venda.

ACESSE http://www.myximoveis.com.br E ENCONTRE OS MELHORES IMÓVEIS EM SANTOS E REGIÃO

Pagamento de imposto
O contribuinte que tiver imposto a pagar em sua declaração de IR pode fazer isso em até oito parcelas mensais, desde que nenhuma seja inferior a R$ 50. Caso o valor total do imposto a ser pago seja menor do que R$ 100, o pagamento deverá ser feito em cota única.

A primeira parcela, ou única, deve ser paga até 30 de abril. As demais até o último dia útil de cada mês, acrescidas de juros equivalentes à taxa Selic.

O contribuinte pode antecipar, total ou parcialmente, o pagamento do imposto ou das cotas. Neste caso, não é necessário apresentar a Declaração de Ajuste Anual retificadora com a nova opção de pagamento. Também é possível ampliar o número de parcelas do imposto inicialmente previsto.

O imposto pode ser pago por transferência eletrônica de sistemas bancários autorizados pela Receita, por Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf), que pode ser pago em qualquer agência bancária, ou débito automático em conta corrente.

Fonte: Terra